CloudWare

Dragon Age 2 [Review]

Terça, 16 Agosto 2011

A tão aguardada sequencia da série Dragon Age inovou em muitos sentidos, trazendo ação, romance, uma história envolvente e jogabilidade renovada.

DA 2 teaser

da 2 logoDragon Age II é a continuação de Dragon Age: Origins, primeiro jogo da série de RPG desenvolvida pela Bioware. Você será colocado no lugar de Hawke, um fugitivo da nação de Ferelden, que agora busca construir uma nova vida na cidade de Kirkwall. Logo no começo do game, você deverá construir seu protagonista da maneira que preferir, customizando a aparência, escolhendo entre um personagem masculino ou feminino e selecionando uma das classes disponíveis: mago, ladino ou guerreiro – cada um com suas fraquezas e vantagens. A partir daí, o jogador começará a sua aventura com o objetivo de se tornar o “campeão de Kirkwall” durante um tempo de conflito político e social.

Diferente do game anterior, onde um personagem frio era tido como protagonista, em Dragon Age II, Hawke tem uma personalidade muito mais marcante. Durante os diálogos do game, o jogador sempre poderá escolher entre respostas “boas”, “neutras” ou “más”, o que às vezes muda o rumo da história ou o tom com que Hawke encara a situação. O diálogo também é muito importante para ganhar a lealdade de seus companheiros, realizando missões específicas para cada um deles. O que chama atenção logo no começo do jogo é a narrativa de como a história é apresentada. Chamada de ‘uma história dentro de uma história’, todos os acontecimentos partem de um dos membros de sua equipe, Varric, que está sendo interrogado por um grupo religioso que quer saber por onde anda Hawke. Varric, que participou de todos os eventos, conta tudo o que aconteceu, adaptando sua narrativa às escolhas que o jogador faz durante a história.

O game tem um sistema de lutas bem interessante e que requer um pouco mais de estratégia do que outros jogos de pancadaria. Ele mistura pancadaria com estratégia em tempo real, no qual cada personagem do seu grupo desempenha um papel importante, capaz de mudar o resultado de uma batalha se for bem utilizado. Diferente do primeiro jogo onde a estratégia era algo praticamente obrigatório, nessa sequência simplificaram muito o sistema de batalha, onde na dificuldade normal o jogador pode se preocupar apenas com seu personagem principal, deixando os outros para o computador controlar. Os personagens possuem sua própria árvore de habilidades, com magias e golpes especiais diferentes e que você pode ir evoluindo da maneira que quiser conforme eles avançam de nível. Durante as batalhas, você também pode modificar a tática dos membros do grupo para que cada um desempenhe um papel específico: é possível indicar que eles priorizem atacar inimigos mais fracos ou te defendam sempre que sua vida estiver baixa, por exemplo. A inteligência artificial dos personagens também é totalmente customizável, o que deixa seus parceiros de grupo bem eficientes em combate.

Toda a ação do jogo é bem urbana e se desenrola dentro da cidade de Kirkwall e arredores. Isso faz com que os gráficos e cenários, apesar de bem desenhados, acabem ficando um pouco repetitivos para o jogador, que terá uma sensação de dèja-vu em várias masmorras diferentes. A trilha sonora, por outro lado, combina perfeitamente com o clima épico de um RPG de fantasia e ajuda a envolver o jogador no clima do game. Além disso, todos os personagens têm um trabalho de voz impressionante, inclusive o protagonista Hawke, lembrando que no jogo anterior tínhamos um heroi que não abria a boca durante toda a história.

Apesar de tudo, algumas mudanças no novo jogo não agradaram muito os fãs. A simplificação de toda mecânica, assim como a retirada de vários elementos presentes no primeiro jogo da franquia deu a Dragon Age II uma sensação de regressão. Além do mais, o confinamento em uma cidade, a falta de customização de seus aliados e até mesmo a limitação da criação de seu personagem tirou o ar de RPG clássico, modernizando o jogo para ser mais atraente a massas.

Ainda assim, Dragon Age II é um ótimo jogo, inovando em vários aspectos como narrativa, interação entre personagens e customização de batalhas. A história cativante e os acontecimentos conectados o tempo todo mostram que a trama do game foi bem trabalhada e pensada. Infelizmente o final do game deixa um pouco a desejar, mas também dá indícios de que uma expansão com o desfecho da história pode ser lançada em breve.

Trailer

Imagens

Android

Java

Hibernate

Joomla!

CSS3

HTML5

Saia na Frente

html5 css3

Sobre Mim

sobre-foto-2Adriel Café é Web Master e Desenvolvedor Java. Ele incentiva o uso/estudo de Web Standards, Java e Android.

Saiba Mais

Encontre-me

facebook linkedin